Consumir em tempos de estado de emergência.

by Portugueselily Lnr March. 30, 2020 888 views

Quando se começou a falar da pandemia e da iminência de uma quarentena, milhares de pessoas acorreram aos supermercados para se abastecer...

Duras críticas se teceram, legítimas e bem argumentadas. Algumas com bastante sentido de humor.

O facto é que perante a ameaça da impossibilidade de sair de casa, muitas pessoas quiseram assegurar-se de que o alimento nao lhes faltava e nao correriam riscos com mais saídas. Compreendo perfeitamente, fui uma delas.

Neste período recorri duas vezes ao supermercado. Fi-lo o mais rapidamente possível, procurando a hora do dia em que possivelmente nao estaria lá tanta gente.

Havia um silêncio incomum: a fila estava maior e as caixas despachavam devagar. A maioria das pessoas comprava sozinha, algumas de luvas, poucas de máscara.

Tudo mudou. Acho que a tristeza invadiu o acto de consumir...

Com saudade, recordei-me do Mercado Municipal de Loulé lotado de gente. Gente vinda dos quatro cantos do mundo para ver e comprar alimentos frescos. Comerciantes a acenar e a sorrir para todos . Cruzamentos e cumprimentos. Bens essenciais.

Hoje nao pode ser assim.

Agora teremos que aprender a consumir em estado de emergência. Temo-lo que fazer... por nós e por todos, recolhidos e em distanciamento social.

Em breve tudo voltará a ficar bem...

Lília Nunes Reis

Portugueselily - Bem essencial

Portugueselily - Bem essencial

Join the conversation
0
Be the first one to comment on this post!
Up
Copyright @Photoblog.com