Eutanásia

by Ypslon February. 12, 2010 3917 views

Quase arrastado,
obrigo o meu corpo a entrar,
pé ante pé,
onde te encontras,
agonizante.

Sem brilho, apagada, silenciosa,
presa à vida
apenas por fios, finos como cabelos de esperança
jazes à mercê de quem te ponha um fim
sereno e misericordioso.

Olho, uma ultima vez,
para tudo que te alimenta,
e,
uma a uma,
desligo as máquinas que te sustentam viva.
As luzes vão morrendo
como numa casa prestes a dormir…
A alegria, apaga-se,
a felicidade, o cheiro e a musica, desaparecem,
a vontade , e a força, também.
Embrulho quase todas as lembranças em papel de seda
e guardo todos os pedacinhos do coração,
numa caixa de cristal.

Já sem vida,
cubro-te com todo o cuidado,
com rendas e cetins,
e deixo-te, enfim, minha alma,
voar para bem longe,
onde possas, talvez, descansar.

Depois, pé ante pé,
ponho lá fora o meu corpo
completamente despido…
e já vazio!

  Be the first to like this post
Join the conversation
3
There are 3 comments , add yours!
David Cardona 10 years, 10 months ago

Great!

10 years, 10 months ago Edited
Primavera Delima 11 years, 2 months ago

Doloroso, ainda que belo...
E gosto dos ramos nus em contraste com o azul :)

11 years, 2 months ago Edited
Christa 11 years, 2 months ago

O segundo livro será de poesia! E a fotografia da árvore será uma boa capa!

11 years, 2 months ago Edited
Up
Copyright @Photoblog.com